Um Brinde à Poesia

Um Brinde à Poesia

sábado, 20 de fevereiro de 2010

FEVEREIRO 2010




NAVEGAR
FEVEREIRO/2010(LUCÍLIA DOWSLLEY)
PARA CARLA E FERNANDO PESSOA

EU SEI
ÀS VEZES TAMBÉM SINTO
COMO SE A EXISTÊNCIA
FOSSE-ME ENGOLIR
COMO UMA GRANDE ONDA
QUANDO O MAR
ESTÁ DE RESSACA
PORQUE BEBEU TODAS
POR TAMBÉM NÃO AGUENTAR
TANTA IMENSIDÃO
TANTA PRESSÃO
TANTA OPRESSÃO
ÀS VEZES, FECHO OS OLHOS
E MERGULHO ANTES DA ONDA PASSAR
DIZEM QUE ASSIM
PROTEGIDOS LÁ NO FUNDO
SEM TERMOS NOÇÃO
ELA SEGUE POR CIMA
SEM NOS ASSUSTAR
É CLARO QUE TEMOS A SENSAÇÃO
DE TODO PERIGO
ÀS VEZES PERCEBO
BEM NITIDAMENTE
QUE O MOVIMENTO
É CÍCLICO
E QUE SE ME DEBATO
ACABO AFUNDANDO
TEM QUE SEGUIR O SENTIMENTO
RESPINGADO NA PELE
TODA EMOÇÃO
ENTREGAR, FLUTUAR
GOTA POR GOTA
VAI COMPONDO A GENTE
SOL, SAL, SOUL
CÉU, MAR, AR
UM SER SOLITÁRIO
NO AZUL SOLTO A NAVEGAR
SABE QUE TUDO VALE A PENA
QUANDO SE AVENTURA AMAR..

Um comentário:

Carlos Rímolo disse...

Querida Lucília!
Muito lindo seu Blog. e maravilhosos seu conteúdo. Gostei do poema "Eu sei". Meus parabéns!
Beijos poéticos e de luz em teu coração!
POETA CIGANO - 09/03/2010

carlosrimolo.blogspot.com