Um Brinde à Poesia

Um Brinde à Poesia

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Convite: lançamento do livro Carmim, de Lucília Dowslley







Capa de Lucília Dowslley - Lagoa de Itaipu, Niterói. Modelo: Luana Moane.


Lucília Dowslley
(foto de Ulisses Franceschi) - Museu do Índio - Itaipu


A foto jornalista e poeta Lucília Dowslley, no mês de maio, estará promovendo o lançamento do seu segundo livro CARMIM, no dia 8, na Sala Carlos Couto anexada ao Teatro Municipal de Niterói e no dia 12, no auditório do MAC Niterói, na edição do Um Brinde à Poesia.

              Carmim é o segundo livro da foto jornalista e poeta Lucília Dowslley, criadora do projeto Um Brinde à Poesia, que comanda há 13 anos e atualmente acontece no Museu de Arte Contemporânea de Niterói - MAC. O livro tem 56 textos entre poemas, prosa poética e pensamentos, além de 12 fotos. No dizer da artista são pinceladas de emoção, gotas de carmim na vida, na dor e no amor. No início, um ser anjo-humano, como se tivesse acabado de pisar a Terra conservando a cabeça em outra dimensão, sentindo o pulsar poético na alma aos poucos vai expressando suas aventuras amorosas e uma visão do mundo atual num jogo de luz e sombras. A obra chega ao mercado pela Editora Nitpress.

Nos dois eventos Lucília Dowslley estará acompanhada do cantor e compositor Fábio Pereira, fazendo um pocket show com música e poesia. A atriz Catarina Dall’Orto fará uma participação interpretando o texto Anjos. O lançamento de sábado acontecerá dentro da programação do Um Brinde à Poesia, que terá várias participações, entre elas o cantor e compositor Alexandre Pontes e o Grupo Música Surda, que apresenta poesia musicada de autores consagrados. E, ainda terá microfone aberto para os poetas presentes se manifestarem. Mas a tarde começa com o ator mirim Arthur Freitas (aluno da oficina de teatro comandada por Lucília) apresentando a “Canja Diversos”, momento em que o público participa lendo um poema. E, termina com um brinde, seguido com a autora autografando Carmim. Lucília também preparou a Exposição Fotográfica Carmim com imagens de Niterói e Nova York.

  


LANÇAMENTO DO LIVRO “CARMIM” DE LUCÍLIA DOWSLLEY

SALA CARLOS COUTO (ANEXO AO TEATRO MUNCIPAL DE NITERÓI)
Data: 08 de maio (terça-feira), às 20 horas

Local: Sala Carlos Couto (Rua XV de Novembro, 35, 2620 – 1624, Centro de Niterói  
(anexo ao Teatro Municipal de Niterói)

Um Brinde à Poesia
12.05.2012 (sábado)
Horário: das 15 às 18 horas

Relançamento de Carmim, o livro de Lucília Dowslley
Participação de Fábio Pereira, Catarina Dall’Orto, Arthur Freitas, 
Alexandre Pontes e Grupo Música Surda.

Auditório do MAC Niterói, Mirante de Boa Viagem, Niterói

Entrada - meia para todos:R$ 5,00
Comprando o livro não paga o ingresso




A FORÇA IMAGÉTICA DA POESIA DE REFLEXÃO            
________________________________________________Prefácio de Jorge Ventura* (ator e poeta)
         
    “Costumo dizer que o artista vê o mundo com um olhar diferente. Porém, independentemente da sua percepção apurada, aliás, um privilégio de que goza toda pessoa sensível, inclino especialmente minha opinião para o talento do fotógrafo ao lidar com imagens, sejam elas reais ou criadas.
            E o que dizer então quando tenho em mãos escritos de grande força imagética, elaborados por uma fotógrafa poeta, também atriz, jornalista e produtora cultural das mais atuantes do cenário niteroiense? Refiro-me a Lucília Dowslley, que empresta o seu olhar artístico para a poesia de reflexão, aquela que nos desnuda diante dos espelhos e nos leva às profundas do autoconhecimento.
            Desde 2004, ano de publicação do seu primeiro livro “Um Brinde à Poesia” – título homônimo do evento literário, inspirado em sonho e iniciado em 1999, como realização pessoal – Lucília vem nos brindando com experiências poéticas que possibilitam fazer do pensamento a nossa chave de transformação, de modo pungente embora libertador. E ela, fotógrafa e poeta ou poeta e fotógrafa, uma só, insiste em não perder o foco.
            No auge da maturidade, a autora apresenta desta vez a nós, leitores, “Carmim”, uma obra tingida essencialmente pelo rubor de fortes sentimentos e emoções, aqui evidenciados em labaredas, sangue e vinho, como a cor rubra que vibra, atiça e excita o mais intenso amor. “Porque só o amor transforma, transmuta, transcende” (Transmutação). “Existir em todas as cores/ que o prazer/ que o querer/que a alma/ que o ser/ que o amor prometer” (Atelier das Emoções).
            Como que a observar a palavra “Carmim” na maioria dos poemas, é notória a maestria de Lucília no tratamento das relações afetivas e da consciência coletiva. Resgata, em alguns momentos, o aforismo e o tom discursivo do seu livro anterior como uma espécie de denúncia e crítica à injustiça social. No entanto, ressalta, em verso ou prosa, a esperança de vida pela fé e a certeza da graça divina. “Há um silêncio que me cala e provoca vozes dentro de mim.” (Êxtase)/“Sei que Deus existe e nunca estamos sós.” (Sopro da Vida). 
(...)
                             (continua)



Jorge Ventura e Lucília Dowslley

Orelha do Livro Carmim escrito 
por Mônica Montone

Carrossel. Carretel. Entrega. Asas. Luz. Carmim.

Artistas colecionam palavras como crianças colecionam conchas: pela beleza e sensação de maresia que inspiram. Lucília Dowslley além das palavras coleciona imagens. Faz ciranda com os anjos quando fotografa ou quando coloca suas impressões em verso e prosa no papel.

(...) continua
     
Lucília Dowslley e Mônica Montone  
   


A modelo da capa do meu livro Carmim é a minha amiga Luana Moane
Cantora, atriz e compositora linda! 



Grupo Música Surda


       Fábio Pereira e Alexandre Pontes       




Alexandre Pontes 




Lucília Dowslley & Fábio Pereira   


Fábio Pereira & Lucília Dowslley            

     
Música Surda    




 "O grupo “Música Surda” é um grupo de criação musical que tem por característica principal o trabalho autoral voltado para a elaboração de canções brasileiras.

O grupo “Música Surda” é formado por Andréia Pedroso (cantora e poetisa), Antonio Jardim (violão de 10 cordas), Artur Gouvêa (violão de 6 cordas e violão requinto) e Eduardo Gatto (violão de 8 cordas). 

O grupo se estabelece no cenário nacional e internacional por se dedicar a elaboração do gênero canção, realizando suas composições, arranjos e interpretação a partir da poesia de poetas conhecidos nos meios culturais e intelectuais. Neste processo criativo o Música Surda se preocupa também em revelar novos expoentes da poesia.

O nome “Música Surda” faz referência ao poema homônimo de Dante Milano e traduz a proposta do grupo, que é ocupar-se com a criação artística e tornar-se “surdo” às exigências do mercado. O grupo procura deixar uma abertura para a confluência de idéias dos quatro integrantes e para a dimensão própria da criação musical superando os limites entre a música dita popular e a erudita.

O grupo Música Surda realiza musicalmente a poesia de autores consagrados: Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles, Dante Milano, Fernando Pessoa, Florbela Espanca, Garcia Lorca (traduzido para o português), Luís Vaz de Camões e Sapho de Lésbos e de novos expoentes a poesia brasileira: Adriano Alves, Andréia Pedroso, Diego Braga, Fabiano Hollanda, Igor Fagundes, João Vitor Lopes, Rodrigo Siqueira, por entender que suas respectivas produções são um material de alta qualidade poética e grande possibilidade musical."






Lucília Dowslley
Poeta, fotógrafa e atriz, nascida em Niterói, no Rio de Janeiro.

Lançou em 11 de junho de 1999, o Um Brinde à Poesia Movimento pela Paz e Liberdade de Ser, inspirado em sonho. O símbolo de projeto é a foto da estátua de um Anjo tirada, em 1998, no Central Park. Mensalmente a escritora promove saraus, tendo inclusive já se apresentado no Paraguai, Nova York e Nova Jersey. Comemorando cinco anos do Movimento lança seu primeiro livro de pensamento, foto e poesia com o título Um Brinde à Poesia. 

Trabalha nas seguintes atividades: Fotografia - Jornalismo – Designer Gráfico – Produção Cultural – Artes – Literatura – Educação - Teatro

Graduação em Jornalismo – Faculdade Hélio Alonso 
Web designer e Designer Gráfico– CEIMPRO 

Oficinas de Teatro e Montagem de Peça Teatral, com os diretores Françoise Fourton (1997), Anamaria Nunes (1997/1998), Marcio Trigo (2003/2004), Marcelo Aquino (2009/2010), entre outros.

PRINCIPAIS FATOS BIOGRÁFICOS (A PARTIR DE 1997):

1997 - Trabalha no Jornal Verbo & Imagem da Fundação de Artes de Niterói 

1997 - Se apresenta pela primeira vez como poeta num evento literário, no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno.

1997 – Participa, como atriz, da montagem Crônicas Pantagruélicas do Infâme Rabelais, de Ana Maria Nunes, no Teatro Municipal de Niterói e no Teatro Glauce Rocha, interpretando cinco personagens.

1997/1998 - Trabalha como Fotógrafa da Bloch Editores, fazendo fotos externas e em estúdio, um deles o PROJAC da Rede Globo, registrando cenas de novelas.

1998 - Viaja para Nova York pela primeira vez e fotografa O Anjo, no Central Park, imagem revelada em sonho para ser símbolo do Um Brinde à Poesia. 

1997/1998/1999 - Monta a Cia Teatral Máscaras com jovens entre 17 e 25 anos.
Escreve, dirige e produz Viajando nas Páginas Musical Infantil, no Museu do Ingá e no SESC Niterói.

1997 - Escreve, dirige, atua e produz Flashes & Folhas projeto multimídia reunindo poesia, fotografia, teatro e música, retratando a realidade dos moradores de rua contrastando com a harmonia da natureza, no Plaza Shopping, na Estação Livre Cantareira, em Niterói e no Espaço La Folie, em Botafogo. Nesta ocasião trabalha como voluntária do projeto Pró criança, dando aulas de teatro e tirando meninos das ruas.

1999 - Trabalha com publicidade na Revista Portos e Navios.

10 de maio de 1999 - Sonha com toda a idéia do Um Brinde à Poesia e no dia 11 de junho faz o lançamento num sarau homenageando Fernando Pessoa e Vinícius de Moraes, reunindo 60 pessoas e distribui a primeira edição da revistinha literária, que chegou a ser publicada até o número 65.

1999 a 2002 - Apresentou o Um Brinde à Poesia em bares e Espaços Culturais da cidade de Niterói, entre eles: Museu do Ingá, Clube dos Advogados, Teatro da UFF.

2003/2004 - Apresenta Um Brinde à Poesia mensalmente na Livraria Ver & Dicto, chegando a ter 80 pessoas reunidas por noite. Lançando seu primeiro livro Um Brinde à Poesia, fotos pensamentos e poesia, numa edição independente com tiragem de mil exemplares.

2005 - Viaja para Nova York e fica lá durante seis meses. Recebendo o convite para relançar o livro na sede da Seicho-no-ie, em Nova York e em Nova Jersey. Recebe o incentivo do diretor da UBNY (União Brasileira de Escritores de NY) e dos jornais Comunidade News, Brazilian Voice e Brazilian Press.

2006/2007 - Inaugurou e dirigiu o Ateliê do Poeta, em Itaipu, Niterói, participando da Rota das Artes e promovendo workshops, palestras, espetáculos e exposições. 

1999/2011 - Criação, produção e apresentação do evento cultural Um Brinde à Poesia, com edições nos principais espaços culturais da cidade de Niterói, com passagem em Nova Jersey, Nova York e Paraguai, 

2000/2011 - Aulas de Informática, Teatro e Criação de Textos para crianças (3/10 anos), no Jardim Escola Sementinha Iluminada e CIEP Várzea das Moças.

1999/2011 - Oficina de Criação e Interpretação de texto e teatro, para jovens e adultos.

2009 - Participa da montagem teatral Cabaret Wilde, como atriz, com poesias próprias inseridas no espetáculo (Salomé), no Solar de Botafogo.

2010 - Criou e coordenou a Sala Fala Poeta, no Centro de Niterói, onde acontece mensalmente o sarau pocket/clube de leitura Coração Poético.. Espaço que utiliza também para ministrar as Oficinas de Criação e como estúdio fotográfico.

Exposição Fotográfica:

Flashes & Folhas – Novembro de 1997, Ateliê Art Center, São Francisco Niterói. Plaza Shopping e Estação Livre Cantareira, Maio de 1998. Espaço Cultural La Folie, Botafogo, Agosto de 1999. Encontro pela Paz e Liberdade de Ser, Paraguai, novembro de 2000. Exposição multimídia, com projeção e performance poética, apresentando fotos de moradores de rua de várias cidades como Rio de Janeiro, Nova York, Niterói, Teresópolis, entre outros, contrastando belas paisagens naturais. Dia Mundial da Fotografia - Sociedade Fluminense de Fotografia – Coletiva, 2001. Um Olhar Sobre Niterói, fotos em homenagem aos 428 anos de Niterói. Sala José Cândido de Carvalho. Luzes do Som, SESC Niterói, maio de 2003. Fotos de shows de Moska, Biquíni Cavadão, Joana, Luciana Mello, Alceo Valença, Frejat, entre outros. Curando Desirré Monjardim, setembro de 2004, coletiva, Espaço Cultural MODA, Ingá, Niterói. COLETIVA – Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, abril de 2006. Espírito das Ruas, fotos de Nova York, julho de 2006, Ateliê do Poeta, Itaipu, Niterói. Natal Feliz, coletiva, Barra Vento Center, Piratininga, dezembro de 2006/2007. Niterói Poética, Livraria EDUFF, Icaraí, Niterói, Novembro, de 2008. Um olhar sobre Niterói, FLUP – Casimiro de Abreu, maio de 2011.

Outra atividade da artista é desenvolver souvenir e brindes a partir das composições de foto e poesia. Entre eles: camisetas, canecas, imãs, chaveiros, pôsteres, quadros, postais, entre outros. Participou da criação de souvenir para o catálogo Souvenir Rio Niterói, lançado pelo SEBRAE/SENAC, em 2008.


Fábio Pereira


Nascido em 13 de Julho de 1978, Fábio Pereira do Nascimento iniciou

seus estudos de música em 1992,com aulas domiciliares de piano,

instrumento que despertara seu interesse desde muito jovem.Porém,ao

fazer 15 anos,ganha de sua madrinha Jurema (in memorian) um violão,um

segundo companheiro para o jovem Fábio,curioso e entusiasmado,que
buscava conhecimento,vindo anos depois participar de grupos jovens de
igrejas locais,estando durante 10 anos nesses grupos.O despertar para
a composição viria anos depois,com a volta ao estudo do piano e canto
na Escola de Música Villa-lobos,e de sua atuação como integrante do
coral da U.E.R.J -campus São Gonçalo,cidade onde nasceu.Em paralelo
com sua inserção na vertente musical,somava-se a esta a arte do
Teatro,na qual se introduziu,aprovado por teste, para o elenco da
Oficina de Montagem Oswaldo Montenegro(turma de 2003),onde participou
da montagem do espetáculo "Noturno",concebido e dirigido pelo próprio Oswaldo.
Atuou também na peça "Caio à Caju",realizada durante oficina de
formação de atores no Sesc Tijuca,coordenada pela atriz e diretora de
teatro Ana Kfouri e com aulas ministradas pela atriz Ana Abbott. A Peça
abordava o cotidiano conturbado e subversivo de dois expoentes da arte
brasileira : O Cantor e Compositor Cazuza e o escritor Gaúcho Caio
Fernando Abreu.Têm formação técnica em teatro pela FAETEC, trabalhou
com o ator,jornalista e escritor João Pedro Roriz, como ator e diretor
musical dos espetáculos: O Primeiro Dia de Aula, Cantos do
Brasil, dentre outros, além de diversas entrevistas no programa Rio
cultural, apresentado por João Pedro Roriz pela rádio Rio de Janeiro,e
pelo Músico e ator Thiago Thomé, em seu programa entitulado "Nó",que
vai ao ar pela rádio Roquette Pinto, ministrou aulas de violão popular
para jovens.Cursou oficina de teatro para cinema e TV, ministrado pelo
ator e cineasta Sylvio Guindane. Atualmente integra a equipe de
produção do Encontro multiartístico mensal Um Brinde à Poesia, criado e
coordenado pela Escritora, poetisa e fotojornalista Lucília Dowslley.O
encontro ocorre todo segundo sábado,a partir das 15:00 no M.A.C. -
Museu de Arte Contemporânea de Niterói.Participa de encontros de
compositores,como o Sarau Criar, criado por Omar Marzagão, e pelo músico 
maranhense GladAzevedo.Recentemente passou a integrar o 
Porto Aberto,outro sarau de compositores,com o intuito de criar novas 
redes de contatos, bem como a veiculação de canções inéditas,
e consequentemente de seus criadores
aos olhos do grande público.Dentre suas influências musicais, Fábio
compôs uma canção a qual dedica ao Jorge Ben Jor, a afro-balada No
Balanço do Guerreiro e tem planos para o lançamento de seu primeiro cd.


 Arthur Freitas, 10 anos, é aluno do Jardim Escola Sementinha Iluminada,
em Itaipu. Aluno das turmas de Criação de textos e Oficina de teatro, ministradas por Lucília Dowslley, 
que o convidou para participar das edições do Um Brinde à Poesia.
Atualmente apresenta a canja para o público participar com uma poesia, apresenta histórias e poemas, participa do Clube de Leitura JESI e está ensaiando a peça O Pequeno Príncipe - ele será o personagem principal (direção de Lucília Dowslley).




 Um músico jovem,Alexandre Pontes, nascido em Vila Velha, ES,que tem consolidado seu trabalho
na velha escola da música:A noite.Suas composições são carregadas de lirismo e suíngue. 
Compositor frenético, evolui a cada nova obra, banhando-se de influências não só musicais 
mas também literárias,trafegando por MPB, Bossa Nova, Jazz e Blues. 
Dono de uma voz que expressa, não só o amor, mas a vontade de tê-lo!!!




Curso Superior de Tecnologia em Artes Dramáticas pela Univercidade (2006/2010); Curso Básico de Formação de Atores da UFF (1998/2001); CTO – Centro do Teatro do Oprimido RJ – Capacitação da Estética do Teatro Fórum (2006); Iniciação Científica CNPQ/ Pesquisa de Doutorado Corpo sem Muros de Andrea Maciel pela UniRio (2009/2010). No ano de 2001 realizou as montagens “manuelbandeira.com.br” e “O Rei da Vela” no Teatro da UFF com direção de Alice Carvalho; em 2002 “O Auto da Compadecida” no Teatro do DCE da UFF com direção de Heitor Corrêa; em 2003 “O Doente Imaginário” no Teatro do DCE da UFF com direção: Wesley Cardozo; em 2004 “Lisístrata a Greve do Sexo”no Le Village e no Teatro dos Quatro com direção: Roberto Muniz; em 2005; em 2006 “O incrível Mundo da Imaginação”no Teatro Municipal de Juiz de Fora com direção de Raul Toledo; em 2006 “Mulheres em Verso”no Sesc Niterói e no Sesc Barra Mansa, no Solar do Jambeiro em Niterói e no Festival de Teatro Poeterê com direção de Beth Araújo; em 2008 “Um Homem é um Homem”no Teatro da UniverCidade com direção de Oscar Saraiva; em 2009 “Uma História de Borboletas” no Solar de Botafogo com direção de Marcelo Aquino e em 2011 no Barteliê em Ipanema e em 2010 “Coisas que não tem depois” no Teatro da UniverCidade com direção de Kadu Garcia. Atualmente desenvolve uma pesquisa chamada “Corpo sem Freios” na Escola & Ateliê para atores Fred Tolipan.


2 comentários:

Princesa Franciny disse...

que beleza!!!!!

tá tudo lindo! você merece. a festa vai ser encantada ;-)

luz, sorte e alegria

...

>>> gostei do barulhinho de sino

Rosemary Quintas disse...

Poetisa amiga,bom dia!

Obrigada pelo convite, ele está maravilhoso e o evento será esplendoroso, verdadeiro deleite para os amantes da Poesia.

Querida amiga, sucesso, paz, amor ... Brilha luz!

Beijos no ♥
Rosemary Quintas