Um Brinde à Poesia

Um Brinde à Poesia

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

13 ANOS - Momentos Inesquecíveis no um Brinde à Poesia


Alguns registros de participações brilhantes no 
Um Brinde à Poesia, no MAC Niterói.



Fábio Pereira cantor e músico do evento apresenta uma composição própria 
e em seguida Lucília Dowslley fala Parâmetros.
Edição do dia 12 de Janeiro de 2012.





Antônio Gomes Eduardo


Antônio Gomes Eduardo



Louise Hug e Pedro Castello




Jorge Ventura




                                                                       Denizis Trindade


                                                      
                                                                     Calazans






        Rollo e Jonathan Ferr                              


Dalberto Gomes


Dalberto Gomes



Rollo e Jonathan Ferr



Rollo e Jonathan Ferr


Fabio Pereira



Louise Hug e Pedro Castello


URBANOSEMCAUSA
Sergio Gerônimo e Mozart Carvalho



Fábio Pereira e Alexandre Pontes


Fábio Pereira e Allê Mendes


Fábio Pereira e Louise Houg


Literatura de Cordel


Pedro Castello


A estreante Simone Leite


Lena Ferreira


Marcelo Mourão


Rollo e Jonathan Ferr


Maria Helena Latini


Eurídice Hespanhol


Louise Hug e Pedro Castello


Bayard Tonelli


O poeta e ator Bayard Tonelli com sua interpretação marcante
participou da edição de Dezembro de 2011.

  video



Lucilia Dowslley em comemoração a IV Semana da Poesia, 
abriu as porta do evento para o movimento cultural que decreta que o Rio, Cidade Maravilhosa é a Capital da Poesia. Ocorreu no dia 20/03/2011. 





O Grupo Elllas e os Monstros e a escritora e cantora Mônica Montone marcaram presença na edição especial Niterói abraça o Rio, particpando da IV Semana da poesia Rio de Janeiro, em março de 2011.



Rápido flash com a Gang da Poesia e todos os poetas 
participantes no palco para encerrar a maravilhosa tarde 
de Um Brinde à Poesia. Março de 2011.


A cantora Luana Moane fez uma belíssima interpretação Saudando a São Jorge.
Inesquecível! Junho de 2008. Aniversário de 9 anos de brindes.

domingo, 8 de janeiro de 2012

EDIÇÃO JANEIRO 2012



Lucília Dowslley, Fábio Pereira e Arthur Freitas


Lucília Dowslley acompanhada do cantor e compositor Fábio Pereira e do contador de histórias mirim Arthur Freitas 

Apresenta:

Bruno Gomes da Silva (ator mirim)

Bayard Tornelli (poeta)

POEME-SE (poesia e grife)

Dyone Brito (convidada musical)

Presença de Carla Soares (atriz)

E, Você. Traga um poema ou música e apresente na canja.

projeção de fotos - coquetel - um brinde - sorteio

Meia entrada para todos: R$ 5,00

POEME-SE

visite o site: www.poemese.com


A Poeme-se nasce em 2010 como uma empresa-verso que busca através de novos suportes espalhar poesia pelo mundo. Para isso, desenvolve camisetas poéticas capazes de unir a beleza da poesia com o que de melhor existe no mercado da moda. 



O substantivo virou verbo,

Ganhou vida, mais beleza e graça.

Trocou a traça dos cadernos

Por pano, linha, cor,

Camiseta, estampa e saia.

Basta agora vestir

Palavra por palavra,

Ser poeta de novo

E fazer da vida o que sonhava!



Descrição

BAYARD TONELLI


Bayard Tonelli nasceu em Porto Alegre. Além de poeta, é ator e dançarino. Participou da fundação de um dos grupos mais irreverentes e transgressores dos anos 70, os Dzi Croquettes. Começou a escrever quando trabalhava como figurinista na Embaixada de Marte

Gaucho de Porto Alegre, estudante de Arquitetura, estreou no Teatro de Cordel nos anos 70, dirigido por Orlando Senna em São Paulo. Foii um dos fundadores do Grupo Dzi Croquettes, viajando pelo Brasil e Europa por nove anos e montando 3 espetáculos com o grupo. Produziu sete anos de moda em couro vestindo estrelas nacionais e estrangeiras na "Embaixada de Marte", exportando para Paris, Berlim e New York. Reiniciou no teatro em produções com Luis Carlos Ripper, engressando na Fundacen. Atuou em grandes musicais com Claudio Tovar, Ciro Barcelos, Miguel Falabella, Jorge Fernando, Nei Matogrosso e em diversos espetáculos premiados. No cinema tem aproximadamente 12 filmes entre documentários e ficção, produzidos no Brasil e na Europa. Hoje, além do teatro, trabalha na Funarte, no Programa Arte Sem Barreiras, voltado para o artista deficiente físico.
  O ingresso na Poesia, deu-se quando Carlos Augusto Strazer o apresentou Rumi,
o maior poeta sufi e islâmico do século XIII. Em seguida, Rogério Sganzerla o indica para um espetáculo de Helena Ignes, Cabaré Rimbaud uma temporada no Inferno, no qual levou poesias eróticas de Verlaine, que descobriu numa versão de 1948. Após o espetáculo apresentou as poesias com sucesso em bares e festas e logo começou a fazer Walt Whitman. O Tavinho Paes fez o convite para o Poematrix e os convites não pararam. Assim foi ampliando o repertório com Vinícius de Morais, Fernando Pessoa, Darci Ribeiro, Rimbaud, Tavinho Paes, até começar a apresentar as próprias poesias. Enriquecendo ainda mais o currículo do artista traz também inúmeros eventos de leitura de autores como Ferreira Gullar, Caio Andrade, Cruz e Souza, Olavo Bilac e muitos outros.
O livro Dzi"in'verso foi catalogado pela Biblioteca Nacional. Em Novembro de 2011 recebeu a Ordem ao Mérito Cultural pelo trabalho com os DZI..




Borboletas também sangram 

Borboletas também sangram
Aos suaves talhos de
Ágeis e ásperas plumas
Deslizando ao comando
De artistas celestiais
Na busca cruel e incessante
Da beleza plena
Borboletas também sangram e sofrem
Nos campos de batalhas
Nos lares, escritórios
E ao se verem preteridas
Postas de lado por exuberantes
Lagartas oportunistas
Ao tomarem o centro do jardim
Borboletas também sangram, sofrem e choram...
Mágoas perdidas em desencantos
De dias fúteis
Voam em rotas feridas
No atrito de violentas paixões marginais
E se esvaem em atmosfera densa e poluída
Onde entraram inocentes e desprevenidas
Borboletas também sangram, sofrem, choram e se
desesperam...
A chicotadas de línguas ferinas a tentar
Diminuir seu esplendor e leveza
E desaparecem em lembranças varridas
Ao canto mais escuro do quarto
Embaixo do velho tapete persa
Puído por desinformadas e vorazes traças
Borboletas sangram
Sofrem choram
E se desesperam
Mas nunca cansam de voar...



BRUNO GOMES DA SILVA

Bruno tem 10 anos e participa da Oficina de Teatro JESI minstrada por Lucília Dowslley, em Itaipu, Niterói. Na montagem feita em dezembro, Bruno se destacou representando Carlitos (Charles Chaplin) e aceitou o convite de participar desta edição, no MAC Niterói.




CHARLES CHAPLIN


 Nascimento: 16/04/1889
Falecimento: 25/12/1977
 País de nascimento: Inglaterra
 Local de nascimento: Walworth, London, England 

Smile, though your heart is aching
Smile, even though it's breaking
When there are clouds in the sky
You'll get by...

If you smile
With your fear and sorrow
Smile and maybe tomorrow
You'll find that life is still worthwhile if you'll just...
Light up your face with gladness
Hide every trace of sadness
Although a tear may be ever so near
That's the time you must keep on trying
Smile, what's the use of crying?
You'll find that life is still worthwhile
If you'll just...

If you smile
With your fear and sorrow
Smile and maybe tomorrow
You'll find that life is still worthwhile
If you'll just Smile...

That's the time you must keep on trying
Smile, what's the use of crying
You'll find that life is still worthwhile
If you'll just Smile.

Sorria

Charles Chaplin

Sorria, embora seu coração esteja doendo
Sorria, mesmo que ele esteja partido
Quando há nuvens no céu,
Você conseguirá...

Se você sorrir
Com seu medo e tristeza
Sorria e talvez amanhã
Você descobrirá que a vida ainda vale a pena se você apenas...
Ilumine sua face com alegria
Esconda todo rastro de tristeza
Embora uma lágrima possa estar tão próxima
Este é o momento que você tem que continuar tentando
Sorria, de que adianta chorar?
Você descobrirá que a vida ainda continua
Se você apenas...

Se você sorrir
Com seu medo e tristeza
Sorria e talvez amanhã
Você verá que a vida continua
Se você apenas sorrir...

Este é o momento que você tem que continuar tentando
Sorria, de que adianta chorar?
Você descobrirá que a vida ainda continua
Se você apenas sorrir


CARLITOS









  Sir Charles Spencer "Charlie" Chaplin , KBE (16 de abril de 1889 - 25 Dezembro 1977) foi um Inglês ator cômico , cineasta e compositor mais conhecido por seu trabalho durante o cinema mudo era. Ele se tornou o astro de cinema mais famoso do mundo antes do final da Primeira Guerra Mundial. Seu papel mais famoso foi  The Tramp , que ele interpretou pela primeira vez na Keystone Comedy Kid Auto Races em Veneza em 1914. Desde   Vinte Minutos de Amor em diante ele estava escrevendo e dirigindo a maioria de seus filmes, em 1916 ele também foi produzi-los, e de 1918 foi mesmo a compor a música para eles. Com Mary Pickford , Douglas Fairbanks e DW Griffith , ele co-fundou a United Artists em 1919. 
Chaplin foi uma das personalidades mais criativas e influentes da era do cinema mudo. Ele foi influenciado por seu antecessor, o francês de filme mudo comediante Max Linder , a quem dedicou um de seus filmes. Sua vida profissional no mundo do entretenimento durou mais de 75 anos, a partir do  palco e a sala de música no Reino Unido como um performer criança, até perto de sua morte aos 88 anos de idade. Sua vida de alto perfil público e privado abrangia tanto adulação e controvérsia. 
Em 1999, o American Film Institute classificou Chaplin a décima lenda de tela maior do sexo masculino de todos os tempos .  Em 2008, Martin Sieff, numa resenha do livro Chaplin: A vida, escreveu: "Chaplin não era apenas grande, ele foi gigantesco". Em 1915, ele estourou num mundo devastado pela guerra.


SORRI
DJAVAN           


Sorri
Quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos, vazios
Sorri
Quando tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador
Sorri
Quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados, doridos
Sorri
Vai mentindo a tua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz.


Carla lançou o Um Brinde à Poesia comigo, no dia 11 de junho de 1999 e interpretava maravilhosamente Fernando Pessoa, além dos meus poemas. Esteve ao meu lado em várias edições e mais do que uma parceira de palco e poesia; uma grande amiga.
Hoje está casada, com dois filhos lindos (o menino do cartaz é um deles), fazendo a maior arte da vida: Ser Mãe. De passagem pelo Rio, nos PRESENTEIA COM a sua PRESENÇA.